domingo, 13 de março de 2011

Aposentados e pensionistas pegaram mais de R$ 2 bi em crédito consignado em janeiro.

O volume de recursos destinados a operações de crédito consignado no mês de janeiro por aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) superou o registrado em janeiro de 2010. Foram contratados R$ 2,29 bilhões em empréstimos, contra R$ 2,2 bilhões em janeiro do ano passado, aumento de 4,11%. Já o número de contratações em 2010 foi maior: 1.163.551 contra 1.154.152 de operações em 2011.As informações são do Ministério da Previdência Social.
Operações de crédito consignado com cartão de crédito também registraram queda. O número de contratos nessa modalidade (4.970) foi 68,18% inferior ao registrado em janeiro de 2010. O valor das operações em janeiro de 2011 foi de R$ 4,34 milhões, 54,69% menor que o registrado em janeiro de 2010, quando foram feitas 15.617 operações, correspondentes a R$ 9,58 milhões.
Em janeiro de 2011, do total de operações de empréstimo pessoal e com cartão de crédito, 660.715 (R$ 949,5 milhões) foram contratadas por segurados que recebem, no máximo, um salário mínimo. Nessa faixa de renda, os segurados levantaram, em média, R$ 1.439,80 por contrato de empréstimo pessoal e R$ 708,98 no cartão de crédito.
Aposentados e segurados que ganham entre um e três salários mínimos contrataram R$ 680 milhões, por meio de 328,2 mil operações, com valor médio de R$ 2.077,35 por contrato para empréstimo pessoal e R$ 951,30 para cartão de crédito.
Os beneficiários do INSS da Região Sudeste foram os que mais contrataram operações de crédito consignado em janeiro de 2011: foram R$ 1,114 bilhão disponibilizados por meio de 514,3 mil contratos. São Paulo lidera tanto em volume quanto em quantidade de operações, com R$ 601,4 milhões em 256.313 contratos.
A Região Nordeste ocupa o segundo lugar, com 334,4 mil operações (R$ 587,3 milhões). A terceira posição em valor contratado fica com a Região Sul. As operações somaram R$ 385,8 milhões e totalizaram 202,6 mil contratos. O Rio Grande do Sul continua sendo o estado da região que mais contratou, com 88.517 operações, que corresponderam a R$ 172,7 milhões.
Já no Centro-Oeste, 48,2 mil operações foram consignadas, o equivalente a R$ 101,7 milhões. Goiás, com 17.677 contratos (R$ 37,2 milhões), é o estado com os mais altos valores e números de empréstimos na região.
Na Região Norte, foram firmados 54,4 mil contratos (R$ 99,6 milhões). O Pará foi responsável pelo maior número de operações, 34,4 mil (R$ 57,9 milhões).

Petrobras vai segurar preço da gasolina “até quando der”.

Há um mês e meio acima da barreira dos US$ 100 o barril, a cotação internacional do petróleo passa ao largo dos preços internos dos principais combustíveis vendidos no país: gasolina, diesel e GLP. Na expectativa de uma reversão rápida do conflito no norte da África, a Petrobras mantém a intenção de não repassar a alta ao preço de refinaria, disse o diretor de Abastecimento da estatal, Paulo Roberto Costa, em entrevista à Agência Estado.
- Nossa política aqui não vai mudar. Não há previsão de reajuste de preço, quer seja no diesel, na gasolina ou no GLP.
O executivo argumenta que a companhia monitora a evolução internacional e trabalha com um limite para a cotação, que não quis revelar. Quando começou a seguir a política de descolamento com o mercado internacional, a estatal havia estipulado um limite de três meses para o cálculo da média de preços e a fixação de novos patamares, mas na prática não seguiu essa fórmula.
Costa, falando por hipótese, comenta que uma elevação do petróleo a US$ 150 exigiria uma reação “urgente” no mercado doméstico, mas não revela os parâmetros que estão sendo usados pela Petrobras, alegando que se trata de uma estratégia interna.
- O tempo [limite para deflagrar um repasse] varia de acordo com o preço. Não dá para dizer que a cada três meses teremos uma variação em relação ao mercado internacional. Se o petróleo bater, daqui a pouco, US$ 150 o barril, obviamente vamos ter de pensar numa coisa urgente para resolver isso.

Homem mata namorado de ex-mulher por ciúmes.

Um homem arrombou a porta da casa onde estava sua ex-mulher e matou com dois tiros o novo namorado dela, na madrugada deste domingo (13), em Sorocaba, interior de São Paulo.
 O crime aconteceu no Jardim Itapuã, zona norte da cidade, e teria sido motivado por ciúmes. O acusado, Emerson Leandro de Oliveira Santos, de 29 anos, fugiu de moto e até o final da tarde estava foragido.
De acordo com a dona da casa, a balconista Dandara Ribeiro, depois de romper o relacionamento com Santos, a amiga Tabata Cristiane Pinheiro foi morar em sua casa. Na noite anterior, ela recebeu a visita do namorado, Eric Dioni Silva Mota, de 22 anos. O ex-marido soube que ela estava com o namorado e foi até o local. Como a dona da casa não permitiu que entrasse, ele derrubou a porta da sala com um pontapé e invadiu a sala. Santos apontou a arma na direção do casal, que estava no sofá, e disparou. Dois tiros acertaram a cabeça de Mota, que morreu na hora.

FALTOU CERVEJA?

Zeca Pagodinho leva “susto” com o fim da cerveja no camarote da Sapucaí.
Zeca Pagodinho chegou ao camarote da Brahma, na Marquês de Sapucaí, no Rio, na noite deste sábado (12), e brincou com os repórteres quando o questionaram sobre o fim do espaço da cervejaria.

- Que susto! Pensei que fosse o fim da cerveja. Se é o fim do camarote, não tem problema. Camarote acaba, mas a cerveja fica. Com o tema Vou Morrer de Saudade, este é o último Carnaval que a cervejaria ocupa a gigantesca área do Sambódromo carioca. O espaço será demolido para a ampliação das arquibancadas e o camarote deve voltar num novo formato. Zeca, que deixou a visita ao camarote para o dia do desfile das campeãs, disse que não acompanhou as escolas de samba na Sapucaí. Preferiu ficar distante da agitação, na Baixada Fluminense.
- Passei o Carnaval com minha família, no meu sítio, em Xerém. Não vi os desfiles, mas acho que os jurados sabem o que fazem.

Papa Bento XVI diz estar 'fortemente impressionado' por tsunami no Japão.

O papa Bento XVI confessou neste domingo (13) se sentir "fortemente impressionado" pelo terremoto e o posterior tsunami que castigaram na sexta-feira (11) o leste do Japão, e expressou sua "proximidade espiritual" com o povo japonês. Durante a benção do Angelus dominical da Praça de São Pedro no Vaticano, o papa voltou a transmitir uma mensagem de apoio aos que trabalham nas operações de resgate e ajuda no Japão, na linha da enviada na sexta-feira (11) por meio de um telegrama à Conferência Episcopal japonesa.
"As imagens do trágico terremoto e do posterior tsunami no Japão nos deixaram todos fortemente impressionados. Desejo renovar minha proximidade espiritual com a querida população desse país, que com dignidade e coragem está enfrentando as consequências de tal calamidade", disse Bento XVI.

"Rezo pelas vítimas, por seus familiares e por todos aqueles que sofrem por causa deste tremendo incidente. Encorajo os que, com elogiável disposição, estão trabalhando para levar ajuda. Permaneçamos juntos na prece. O Senhor está conosco", acrescentou. Neste primeiro domingo da Quaresma, no qual o papa começa uma semana de exercícios espirituais que se prolongará até o próximo sábado, o Pontífice quis dedicar a benção do Angelus ao tema do pecado, cujo sentido, assinalou, só "se adquire redescobrindo o sentido de Deus".
"Se eliminar Deus do horizonte do mundo, não se pode falar de pecado. Como quando se esconde o sol, desaparecem as sombras", afirmou Bento XVI, que indicou que Deus intervém para se opor ao pecado e salvar o pecador. "Vemos em toda a história do povo hebraico, a partir da libertação do Egito. Deus está decidido a libertar seus filhos da escravidão para conduzi-los à liberdade. E a escravidão maior e mais profunda é justamente a do pecado", acrescentou.
AVISEM AO PAPA QUE ENQUANTO O HOMEM AGREDIR A NATUREZA ESTE NÃO SERÁ O ÚLTIMO TSUNAMI NÃO! A NATUREZA QUER SÓ APENAS SEU ESPAÇO.

Mulher é presa com maconha em órgão genital.

Uma mulher foi presa após ser flagrada tentando entrar no presídio Cyridião Durval com maconha na vagina, no início da tarde deste domingo (13). Maria Tarciana dos Santos Filho estava com 60 gramas de maconha enroladas em papel alumínio dentro de uma camisinha em seu órgão genital. Ela tentava entrar no módulo cinco do presídio e foi pega na revista. “O que a entregou foi o papel alumínio, que fez o detector de metais apitar”, contou Adriana Gil dos Santos, agente penitenciária que descobriu a droga. A acusada visita seu marido, interno da unidade, constantemente, mas essa é a primeira vez que ela é pega com droga. Maria foi levada à Central de Polícia, onde prestará depoimento ao delegado de plantão.
O NOVO MODELO DE PORTA-DROGA, PORTA-XIBIU!
VAI QUERER UM?