segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Governo elabora projeto de valorização do salário mínimo até 2014.


O ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio, afirmou nesta segunda-feira que o governo avalia enviar nos próximos dias um projeto de lei estabelecendo uma política de valorização do salário mínimo até 2014. O projeto original, encaminhado aos parlamentares no governo Luiz Inácio Lula da Silva, previa uma fórmula de cálculo da ampliação do benefício até 2023 e levava em conta a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos anteriores acrescida da inflação no período.
As variantes PIB e Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) seriam mantidas na proposta estudada pelo governo de Dilma Roussef, mas parlamentares esperam que o texto abra uma brecha para que se antecipe parte do reajuste de 2012, garantindo, em contrapartida, desconto do valor antecipado para o mínimo do ano que vem.
No final de 2010 o governo Lula havia enviado uma medida provisória ampliando mínimo de R$ 510 para R$ 540, o que representava reajuste de 5,88%. Como o INPC ficou em patamar superior ao da inflação (6,47%), o novo valor do salário mínimo deveria ficar em R$ 543. O valor fracionado, no entanto, impediria o saque do benefício em caixas eletrônicos, que não fornecem moedas, e, por isso, o novo salário foi arredondado para R$ 545.
As centrais sindicais reivindicavam R$ 580, mas não houve consenso nas rodadas de negociações entre sindicalistas e governo. De acordo com a equipe econômica, cada real de aumento do salário mínimo representa impacto de R$ 280 milhões para a Previdência Social.

Volkswagen pretende contratar 40 mil até 2018, diz revista.

A montadora Volkwagen pretende aumentar sua força de trabalho de 250 mil funcionários para 290 mil até 2018, e grande parte das vagas deve ser criadas na China, segundo relatou a publicação semanal alemã Woche no domingo. Citando documentos confidenciais da empresa, a revista afirma que 35 mil postos serão criados no país asiático.
Ainda conforme a publicação, serão contratados cerca de 5 mil engenheiros, 400 administradores e cerca de 4,7 mil funcionários para a área comercial e de atendimento ao consumidor. Em janeiro, a Woche afirmou que a Volkswagen considera lançar uma nova marca especialmente para o mercado chinês. As vendas da montadora alemã na China tiveram salro de 36% em um ano.

A LOIRA E SEUS SAPATOS

A apresentadora Ana Hickmann mostrou que tem algo em comum com muitas mulheres: a paixão por acessórios, mais especificamente, por sapatos. "Tenho mais de 500 pares de sapatos, mas eu parei de contar", contou ela ao Portal CARAS, um pouco envergonhada com a quantidade.
Além disso, Ana demonstrou muito amor por uma linha de bolsas que leva o seu nome. "Tenho vários modelos, só não consigo ter todos porque são muitos e vai renovando a cada coleção, então não cabe", brincou. Ana também mostrou que gosta desse lado meio empresário. "É um privilegio trabalhar com acessórios. Comecei com sapatos, depois relógios, óculos e agora as bolsas. É tudo de bom", revelou.

SP: sem tempo de levar grávida a hospital, PMs realizam parto.

Policiais militares realizaram um parto na tarde de domingo, no bairro Vila Galvão, em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. Uma equipe de oficiais foi acionada para ajudar a mulher, que pediu socorro à polícia, mas não houve tempo suficiente para levá-la ao hospital.
Por volta das 13h, os militares encontraram a gestante já em trabalho de parto e auxiliaram no nascimento da criança do sexo feminino. Após o parto, a mãe e a filha foram encaminhadas ao Pronto-Socorro Regional, onde receberam atendimento médico. As duas passam bem.